Bossa Nova, Música

Bossa Contemporânea

RL28FXPublicado originalmente em Dez. 2012

Nasci em 1978, 20 anos depois do lançamento do single “Chega de Saudade”, por João Gilberto.  O compacto marca o início de um novo gênero da música brasileira, a “bossa nova”.
A “bossa”, com seu jeito sutil e minimalista, um samba “sincopado”, cantado baixinho e abordando temas leves representava um pouquinho de Brasil.
Não um pouquinho qualquer, mas aquele pouquinho que canta e é feliz, mais especificamente Copacabana e Ipanema (na época, hoje o Leblon tomou o posto de bairro bossa nova, basta assistir qualquer novela de Manoel Carlos).
Esse pouquinho de Brasil, um tanto ou quanto elitista, é verdade, conquistou o mundo na década de 1960.  “Chega de Saudade” teve mais de 100 re-gravações por artistas nacionais e estrangeiros.  Garota de Ipanema foi gravada por expoentes da época na música internacional, como Frank Sinatra e Ella Fitzgerald.

Continuar lendo

Bossa Nova, Música, vida corporativa

João Gilberto e o RH

jgilberto e o rh

Publicado originalmente em Nov. 2012

As empresas multinacionais e as grandes empresas brasileiras estão cada vez mais preocupadas com seu time de colaboradores (funcionário é uma palavra proibida entre o pessoal do RH).

O acesso a capital abundante e financiamento barato diminuem as barreiras de entrada e são cada vez mais as pessoas que fazem a diferença no resultado da empresa.

Como consequência disso seus departamentos de Recursos Humanos (o antigo DP, mais um termo proibidaço) vem ganhando força.  Com cada vez mais gente e recursos, os RH se dedicam incessantemente a identificar, contratar e reter “talentos”, identificar os “gaps” dos seus profissionais, avaliar constantemente seu quadro de pessoas e montar uma “linha de sucessão”. É importante identificar os “high potentials”, de forma a treiná-los, motivá-los e remunerá-los adequadamente.

Continuar lendo